52ª edição da feira FIT 0/16 apresenta as coleções e tendências que vão movimentar a moda infantojuvenil Outono-Inverno e meia-estação em 2019


post-thumb


A FIT 0/16 – Feira Internacional do Setor Infantojuvenil, Teen e Bebê foi aberta nesta quinta-feira (22) para receber lojistas de todo o país e as principais marcas do mercado de moda infantil que apresentam as coleções Outono-Inverno e meia-estação 2019. O maior evento do setor na América Latina acontece no Pavilhão Verde do Expo Center Norte até sábado.

 

“A FIT 0/16 está em sua 52ª edição e oferece aos lojistas oportunidades de negócios e atualização das próximas coleções. A cada ano, temos ampliado  a grade de palestras e consultorias gratuitas, pois entendemos que o sucesso do negócio vai além do produto. A feira é a plataforma completa para o lojista, onde ele faz suas compras e, por meio das palestras e consultorias gratuitas que oferecemos, se prepara para vender durante o ano”, afirma Cassiano Facchinetti, diretor da Koelnmesse no Brasil, promotora do evento.

 

Estimativas do IEMI – Inteligência de Mercado, indicam que o segmento de vestuário para o público de 0 a 16 anos deverá movimentar R$ 52 bilhões no varejo até o fim deste ano, apontando uma receita 5,3% maior em relação a 2017.

 

Cores e texturas trazem releituras de várias épocas

 

A coleções Outono-Inverno 2019 e meia estação que inspiraram várias gerações levam os visitantes a uma “viagem” no tempo na FIT 0/16. E para que isso seja possível, as marcas buscam inúmeras referências em cores e texturas para encantar meninos e meninas.

 

O Grupo Gato Mia, que representa as marcas Mon Sucré, Petit Cherie, Louí e Vanilla Cream, expõe nesta edição do evento as tendências para a próxima estação com releituras criativas que transitam entre os anos de 1990 até 2010.

 

“O rosa chiclete está presente em várias das nossas peças, com texturas que vão do bordado em alto relevo a pompons, mantendo sempre uma linha divertida e colorida“, conta Mariani Anastácio, estilista da Mon Sucré. Os vestidos “casual chique” continuam sendo o carro-chefe da empresa, com estampas temáticas, por exemplo, das tradicionais festas juninas.

 

E a Petit Cherie, conhecida por suas produções inspiradas no universo dos contos de fadas, buscou na realeza italiana e no belíssimo Palácio Reggia di Caserta e seu giargino barroco, as referências para as peças em tons que variam do branco e cru aos fechados azul marinho, bordô, marsala, verde militar e preto, além da presença do amarelo nos detalhes. “A cartela especial de rosa não poderia faltar, escolhemos o rosa pálido, blush e um tom queimado”, diz Andréia Costa Gomes, diretor criativa da marca.

 

Já a Vanilla Cream, nova marca do grupo, inspirou-se no mundo da menina adolescente dos dias de hoje, que está sempre conectada, antenada e, por isso, é influenciada por várias fontes de informação. Dos anos 90 das Patricinhas de Beverly Hills com os xadrezes coloridos, foi concebida uma flanela 100% algodão exclusiva para a marca, com fio tinto. Assim, foi possível criar dois fits super importantes para o guarda-roupa de uma menina adolescente: uma camisa alongada e um vestido slip dress, onde se pode compor com uma tee branca e o look fica super cool e moderno.

 

Circo do Século XIX

 

A fantasia do univeso circense do século XIX, período em que o circo chegou no Brasil trazido por famílias européias, foi o tema escolhido pela Spezzato Teen para uma das coleções Outono-Inverno. As estampas foram inspiradas nos espetáculos mágicos de ilusionismo, apresentações de animais, cartazes, letreiros e toda a simbologia fascinante de cores e texturas alusivas ao circo.

 

“Utilizamos nas peças uma estamparia com técnicas de glitter e foil, existem também tricôs com lurex,peças de paetês e brilhos termocolantes que remetem à magia do circo“, diz Claudia Alves, consultora comercial da empresa.

 

A tendência retrô e o caminho para a neutralidade

 

No primeiro dia de palestras da FIT 0/16, Sofia Martellini, editora de conteúdo da USEFASHION, destacou a influência da cultura vintage na moda infantil que vai marcar as coleções Outono-Inverno 2019. O desejo será voltar às origens e apostar na neutralidade.

 

As referências à moda vintage vão interferir na paleta de cores e nas texturas da próxima estação. Homenagear os anos 70, 80 e 90 significa relembrar peças clássicas, como babados simples, muito plissado, cortes esportivos e peças imitando couro. “Tudo isso com destaque para o conforto da criança e exploração de cores dessaturadas”, afirma Martellini.

 

Outra tendência apontada pela editora é a moda infantil que a cada dia tem caminhado para a neutralidade. Pela mudança do comportamento dos pais, muitas coleções estão deixando de explorar o gênero da criança. “Toda essa discussão acontecendo em torno de LGBTQ+, transexuais e transgêneros reflete em como os pais dessa geração Millennials estão criando os filhos. A gente vê um comportamento de quebra de padrão”.

 

Para Martellini, há uma tendência crescente dos pais respeitarem a vontade dos filhos na hora de escolherem a roupa. “Os pais querem criar os filhos completamente livres dos estereótipos. Para a moda isso traz muito mais neutralidade”.

 

Com essa tendência em neutralidade e quebra de estereótipos, as marcas estão se adaptando aos poucos a essa discussão nova no mercado. “Se eu sou uma menina e quero usar uma roupa de super-herói não vou mais me sentir mal com isso. Como é o começo de um movimento, temos visto coleções bem neutras para servir aos dois gêneros”, conclui Martellini.

 

Consultorias gratuitas e os desafios com o mercado digital

 

Mais uma vez a FIT 0/16 ofereceu serviço gratuito de consultoria aos visitantes. Entre as empresas parceiras que participam desta iniciativa promovida pela Koelnmesse, promotora do evento, a PR+ Arquitetura tem uma equipe para atender os clientes nos estande. Os principais pontos tratados durante a consultoria são a falta de identidade na loja, organização, comunicação visual e o apelo ao improviso. Segundo a empresa, uma loja esteticamente organizada enfrenta com mais força um dos maiores “vilões” do varejo: o e-commerce.

 

“Temos que, através da arquitetura e do visual merchandising, criar um ambiente confortável e que atraia o consumidor para dentro da loja”, diz Ana Lúcia Rodrigues, sócia da PR+ Arquitetura. E no setor infantojuvenil a ideia é desenvolver não apenas um ambiente de compra. “É preciso promover uma experiência dentro da loja como, por exemplo, um espaço Kids, para que os pais possam levar a criança e ficar tranquila. Transformar a compra em um passeio”, conclui Ana Lúcia.

 

Assim como nas outras edições, o Sebrae Móvel está prestando serviço de consultoria com orientações de administração e marketing ao microempreendedor. A novidade desta edição é a apresentação de uma loja modelo em realidade virtual para orientar o lojista a organizar melhor seu espaço. Para Débora Lima, analista de negócios do Sebrae-SP, os principais desafios dos lojistas são as mudanças de comportamento do consumidor, que tem migrado para o mercado digital. Com essas mudanças, é preciso tornar a internet uma aliada. “É possível deixar a loja atraente para o cliente, trazer novidades, utilizando os meios digitais para levá-lo até a loja. Criança precisa experimentar roupa, o mercado infantil ainda favorece a visita à loja física”, conclui Débora.

 

Palavra de especialista

 

A empreendedora Nancy Fukuda, da Baby Atacado, especialista em negócios da moda com ênfase no setor infantil e enxoval para o bebê,  afirma que nenhum artifício de marketing resolverá a vida do comerciante se ele não seguir um princípio básico: saber escolher as mercadorias, a partir de uma seleção criteriosa de fornecedores, que ofereçam preços,quantidades e garantam as entregas no prazo. “Muitos varejistas de roupas se esquecem disso. Ao lado do departamento financeiro, a área de compras é responsável pela maioria dos problemas que causam fechamentos das lojas”, alerta Nancy.

 

A FIT 0/16 é exclusiva para lojistas do setor e o credenciamento pode ser feito, sem custos, pelo site www.fit016.com.br.


0 comentários em “52ª edição da feira FIT 0/16 apresenta as coleções e tendências que vão movimentar a moda infantojuvenil Outono-Inverno e meia-estação em 2019”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *